Eu me agarro a qualquer pequena esperança porque sei que um momento ao teu lado faria valer todas as intermináveis noites que fiquei chorando e me perguntando quando chegaria a minha vez. É que, veja bem, estrelas não moram apenas lá em cima. E você, um dia, cruzará o “meu céu”. (cartasproluan).

Home Submit Ask me Twitter facebook Luanjo
Chegando na casa da Bruna...
Você: Oi - sorriu.
Bruna: Oie - sorriu - entra !
Você entrou e então olhou pra Bruna.
Você: O que você queria comigo, hein ?
Bruna: Vamos lá pro meu quarto, tenho que mostra uma coisa pra você - disse indo em direção as escadas.
Você: E cade seus pais ?
Bruna: Sairam por ai...
Vocês então subiram pro quarto da Bruna e você se sentou na cama enquanto Bruna fuçava no seu guarda roupa, até que tirou uma sacola de lá de dentro, e tirou algo que tinha na sacola. Era um teste.
Você: Bruna !
Bruna: Faz (seu nome), só pra gente ter certeza se você ta ou não...
Você: Eu não tô ! - interrompeu ela.
Bruna: Vai saber né (seu nome) !
Você: Bruna, eu não vô fazer esse teste, e também teste de farmácia nem é confiavel !
Bruna: Eu trouxe vários só pra ter certeza !
Você: Eu não vou fazer isso !
Bruna: Porque não ?
Você: Porque... porque... porque eu tenho medo que da positivo Bruna, é isso ! Eu fiquei pensando sobre o que você me falo que eu fiquei com vontade de comer uns negocios estranhos, e fiquei enjoada quando eu praparava a comida e tals, e cara, eu tô com medo, muito medo ! - chorava.
Bruna: Não precisa ter medo (seu nome) ! Se você estiver mesmo gravida o Luan vai adorar saber disso !
Você: E você acha que eu vou contar pro Luan ?
Bruna: E não vai ?
Você: Claro que não !
Bruna: Como não (seu nome) ? O Luan tem direito de saber sobre isso !
Você: Ai Bruna, vamos parar de falar disso vai, nem sei se é isso mesmo, se estou mesmo gravida !
Bruna: Então vamos tirar essa duvida já ! - te entregou o teste.
Você então pegou o teste na mão com um certo medo, mais mesmo assim foi lá fazer. Fez o teste e deixou em cima da pia e saiu de lá. Quando passo uns minutos você voltou lá pra ver o resultado e Bruna foi junto.
Bruna: Iai ? Ta gravida ?
~continua~

Chat postado em 23/11/2013 às 1:56pm | 46 notas | (reblogue this!)
Suas lágrimas começaram a cair imediatamente, você não estava acreditando que aquilo era realmente verdade.
Você: Ai Bruna, não pode ser ! Não, eu não posso ta gravida !
Bruna: Nossa, sério ? Você ta gravida ? Meu Deus, não acredito ! Parabéns (seu nome) ! - te abraçava emocionada.
Você: Não Bruna, não pode ser !
Bruna: Como não (seu nome) ? Deu positivo, não deu ?
Você: Sim ! - chorava.
Bruna: Então ! Quer fazer outro pra ter certeza ?
Você: Quero ! Me da outro teste !
Bruna pegou outra sacola onde tinha outro teste. Você fez e deu positivo denovo. Você ainda não estava acreditando e então fez outro teste e novamente deu positivo.
Você: Ai Bruna, e agora ?
Bruna: E agora que eu você vai contar pro Luan que ele vai ser pai !
Você: Não, claro que não !
Bruna: Porque não (seu nome) ?
Você: Porque não ! Eu não quero ver o Luan ! E também, eu vou criar esse filho sozinha !
Bruna: E se o Luan descobre disso, hein ?
Você: Eu falo que o filho é de outro !
Bruna: Não, pera (seu nome), desculpa mais, se você não contar eu conto !
Você: O que ? Ah não Bruna, por favor !
Bruna: Não (seu nome), eu não vou guardar esse segredo, mais nunca ! Você acha que eu conseguiria olhar pra cara do Luan sem falar que ele vai ter um filho ? Não (seu nome), desculpa mais, eu vou ter que contar !
Você: Não Bruna ! Pode deixar então que eu conto, ta bom ?
Bruna: Ta então, mais é pra contar hein !
Você: Ta...
Bruna: Vai contar hoje mesmo né (seu nome) ?
Você: Bruna !
Bruna: É, quanto antes melhor ! Lembra que se você não contar eu conto !
Você: Não, tudo bem, eu conto...
Bruna: Então ta, pode vir hoje a noite pra contar pra ele então...
Você: Ta, eu venho...
Logo depois você foi embora e ficou pensando em tudo, ainda não estava acreditando que estava gravida. Pensou como seria daqui pra frente, como o bebe iria se chamar e como iria contar pro Luan.
Horas se passaram e quando chegou a noite você foi até a casa de Bruna, com um frio na barriga e um certo medo na hora de contar pro Luan que estava gravida. Chegando na casa dos Santana...
~continua~

Chat postado em 23/11/2013 às 1:55pm | 47 notas | (reblogue this!)
Quando chegou na casa dos Santana Bruna que te atendeu.
Você: Oi - falou com voz nervosa.
Bruna: Oi - sorriu - Olha, o Luan ta lá em cima, bora ir lá falar pra ele que você ta gravida ?
Você: Não, pera.
Bruna: Que foi ?
Você: Eu tô com medo...
Bruna: Medo de que (seu nome) ?
Você: Sei lá Bruna, ai, não, eu não vou conseguir falar isso pra ele Bruna !
Bruna: Vai sim !
Você: Não, não vou ! Eu nem queria olhar mais na cara dele e olha o que você ta me fazendo passar cara !
Bruna: (seu nome), você falo que você mesma queria falar, agora vai ter que falar hein !
Você: Não pode ser outro dia ?
Bruna: Não ! Ou hoje, ou eu conto !
Você: Não, eu quero falar pra mim resolver esse assunto de uma vez !
Bruna: Então (Seu nome), vamo lá em cima que ele ta lá.
Você: Ta vai - respirou junto e foi lá pra cima junto com Bruna.
Vocês subiram e foram direto pro quarto de Bruna.
Na mesma hora em que você entrou no quarto da Bruna viu que a televisão do quarto dela estava ligada, e estava no TV fama. Começou a prestar atenção no que falava lá e escutou;
"Ok,Ok, é amanhã ! Cantor sertanejo Luan Santana irá se casar ! E adivinha quem é a ferlizada ? Jade Magalhães ! É isso mesmo ! O cantor falou aqui pra nós a um mês atrás iria se casar, e adivinha ? O dia chegou ! E amanhã mesmo o cantor sertanejo estara casado ! Veja a entrevista que ele deu a nossa esquipe a um mês atrás !"
Passou o video do Luan realmente falando que dali a um mês iria se casar.
Você ficou sem reação, só sabia chorar. Não estava acreditando que o Luan mentiu pra você, que falou que ele estava namorando quando ele estava noivo.
Na mesma hora o Luan aparece com o seu teste de gravidez na mão.
Luan: BRUNA, O QUE SIGNIFICA ISSO ? VOCÊ TA GRA... (seu nome) ? - te olhou.
Você: Porque mentiu pra mim ? - dizia com lágrimas nos olhos.
~continua~

Chat postado em 23/11/2013 às 1:54pm | 43 notas | (reblogue this!)
Luan: Am ? Como assim ?
Na mesma hora ele olha pra televisão e vê que esta falando sobre o casamento dele. Ele imediatamente olha pra você que sai correndo da casa do Luan.
Começou a correr e escutou o Luan chamar pelo seu nome, mais nem ligou. Continuou a correr indo em direção ao seu carro que estava estacionado na frente da casa do Luan.
Luan: (seu nome), espera, deixa eu explicar ! - pegou em seu braço fazendo com que você olhasse pra ele.
Você: Explicar o que Luan ? Que você vai casar amanhã ? Ah, que bom pra você, que seja muito feliz !
Luan: Não, não é isso ! É que...
Você: É que o que Luan ? Vai vir esfregar na minha cara o quando fui idiota por ficar com um cara que eu mal conhecia e agora ter me ferrado ? - interrompeu ele.
Luan: Não ! É que...
Você: Primeiro me fala; porque mentiu pra mim ? Hein ? Porque mentiu pra mim Luan ? Porque não falou que ia se casar ? - chorava.
Luan: Porque eu não consegui...
Você: Não conseguiu o que Luan ? - o interromepeu novamente.
Luan: NÃO CONSEGUI FALAR PRA JADE QUE AMO OUTRA !
Você: O que ?
Luan: É ISSO MESMO (SEU NOME) ! DESDE A PRIMEIRA VEZ QUE EU TE VI EU ME APAIXONEI CARA, NÃO CONSEGUIA TE TIRAR DO MEU PENSAMENTO E ESTAVA QUERENDO TERMINAR COM A JADE PRA FICAR COM VOCÊ, MAIS EU TAVA MUITO CONFUSO E SIM, FALTAVA APENAS UM MÊS PRA MIM SE CASAR, SÓ QUE EU NÃO SABIA COMO TERMINAR COM A JADE, SÓ QUE HOJE MESMO TERMINEI COM ELA, NÃO VAMOS MAIS NOS CASAR ! EU JÁ FALEI EM TUDO JÁ, NÃO SEI PORQUE PASSO AQUELA REPOSTAGEM NA TV, MAIS É ISSO, EU NÃO VÔ MAIS CASAR COM A JADE, E QUER SABER O PORQUE ?
Você não respondeu.
Luan: PORQUE EU TE AMO (SEU NOME) ! E-U T-E A-M-O ! E EU SEI QUE NÃO SEREI FELIZ SE VOCÊ NÃO SER A MULHER QUE EU PRETENDO CASAR ! EU TERMINEI COM A JADE POR SUA CAUSA ! PORQUE EU NÃO CONSIGO VIVER MAIS SEM VOCÊ ! EU QUERO VOCÊ PRA MIM E EU NÃO ESTAVA MAIS AGUENTANDO FICAR TODOS ESSES DIAS SEM TE VER ! EU TE VIVO!
Na mesma hora o Luan te da um beijo. Um beijo intenso e apaixonado. Ele te apertava bastante contra o corpo dele, parecia que ele e você também estava precisando um do beijo do outro. Ficaram longos minutos se beijando até que seus lábios se separam.
Luan: Namora comigo (seu nome) ? - dizia com a testa colcada na sua e olhando em sua boca.
Você: Claro ! - sorriu e então se beijaram novamente.
Depois do beijo vocês se abraçaram forte e então você falo.
Você: Preciso te contar uma coisa...
Luan: O que ?
Você: Eu tô gravida !
~continua~

Chat postado em 23/11/2013 às 1:54pm | 43 notas | (reblogue this!)
Luan: O que ?
Você: Eu Tô gravida Luan !
Luan: Quer dizer que eu vou ser...
Você: Pai ! - sorriu.
Luan: Nossa, sério cara ? Eu vou ser pai ? Nossa, que massa cara ! Eu vou ser pai ! - falava que nem bobo.
Você: (risos), sim Luan, você vai ser pai !
Luan te pegou no colo e te rodou e gritou;
Luan: EU VOU SER PAI !
Você: (risos), não grita Luan (risos).
Luan: (risos), meu filhão vai se chamar Breno, ta ?
Você: Breno ?
Luan: É - sorriu.
Você: Gostei - sorriu - mais desculpa, vai ser menina Luan !
Luan: Não, vai ser menino ! Vai ser o Brenão ! Depois nós faz a Nicole - falou safado.
Você: (risos), safado ! - deu um tapa de leve no ombro dele.
Luan: (risos).
Luan te beijou e então escutaram alguem se aproximar. Olharam para trás e viram Bruna ali.
Bruna: Até que enfim se entenderam ! - sorriu.
Luan: (risos), também acho !
Você: (risos) - sorriu.
Bruna: Ah, e Luan, não, não sou eu que estou gravida ! (risos)
Luan: (risos), é eu sei, é a minha (seu nome) - sorriu - e também se fosse você que estava gravida essa criança ia nascer sem pai !
Bruna: Credo Luan !
Você: meu Deus Luan, que isso ?
Luan: (risos), brincadeira ! tô bom pra ser ator né ?
Bruna: Ufa (risos).
Você: (risos).
Bruna: Bom, já que tô vendo que o Luan ta de bom humor, é melhor eu aproveitar isso e contar uma novidade...
Você: Aé ? Qual ?
Luan: Pode falar o que quiser que nada vai fazer eu mudar de humou hoje ! - sorriu.
Bruna: Ta então... eu e o Lucas estamos namorando !
Luan: COMO É QUE É ?
Bruna: É Luan, eu e o Lucas estamos namorando !
Luan: Mais...
Você: Luan ! Deixa a Bruna ! Lembra de confiar mais nela e olha pelo lado bão, o Lucas é gente boa !
Luan: É né ? Ta, mais ó Bruna, eu vou querer levar um papo com ele antes, viu ?
Bruna: Ta bom pai !
Todos riram.
Três meses se passaram e vocês se casaram. Uns meses depois você e o Luan ficava descutindo pra saber se era menina ou menino que iria vir. O Luan falava que era menino e você falava que era menina e no final descobriram que na verdade eram os dois, você estava gravida de gêmeos.
E assim vocês viveram suas vida, e nunca mais Luan havia mentido pra você e ficaram juntos até o final de suas vida.
FIM.
Chat feito por: 24hrsdeluannos2

Chat postado em 23/11/2013 às 1:51pm | 42 notas | (reblogue this!)
Você e o Luan namoravam a 6 meses mais nunca tiveram relações sexuais, e você tinha um certo medo por nunca ter feito, mais sempre quis perder a virgindade com o Luan, pois confiava nele e sabia que com ele seria perfeito.
Certo dia você havia acabado de sair da escola e viu um carro preto estacionado assim em frente a ela e com o Luan todo lindo assim te esperando encostado no carro.
Você: Luan ?!
Luan: Oi amor - selinho - vim te buscar, fazer uma surpresa.
Você: Você é louco ? Entra logo nesse carro antes que alguém te veja homi (risos).
Luan: (risos), oiá que eu não faço pra minha muié (risos) - disse entrando no carro e você faz o mesmo.
Luan: Vim te levar pra casa amor - sorri.
Você: Awn que lindo - selinho.
Luan então liga o carro e em poucos minutos já estão na sua casa. Você morava com seus pais mais já que eles trabalhavam até 18: OO horas você ficava sozinha, mais hoje o Luan ficaria com você e tinha feito uma surpresa pra você que mal imaginava. Já que ele tinha a cópia da chave da sua casa ele tinha ido lá e arrumado todo o quarto para a sua "primeira vez" fosse perfeita.
Luan: Mô...
Você: Fala vida.
Luan: Hoje vô passar a tarde inteira aqui com o você.
Você: Awn que bom amor, então vamos aproveitar porque eu estava morrendo de saudades - disse o beijando.
Vocês começaram a se beijam e as coisas começaram a esquentar, e você foram subindo as escadas sem um minuto se quer parar o beijo até que você entra no seu quarto e tropeça, e então você para de beijar o Luan e vê que tropeçou em uma almofada vermelha. Olhou o resto do quarto e ele estava lindo, todo de vermelho, com pétalas espalhadas pelo chão e pela cama e algumas velas também.
Luan: Mô, antes que você pensa alguma coisa, eu não quero que você pense que eu estou te forçando a nada, eu só queria que fosse perfeito pra você por isso preparei isso a manhã inteira, mais se você não quiser tudo bem, eu não quero te forçar a nada, e eu espero o tempo que for.
Você: Não Luan, eu quero. Eu quero te sentir por completo. Eu confio em você e acho que esse é o momento.
Luan apenas sorriu e acendeu as velas e vocês começaram a se beijar novamente e as coisas foram esquentando novamente. Luan começou a tirar a sua blusa cuidadosamente e beijando seu ombro o que te fazia arrepiar. Depois ele tirou as outras peças da roupa e você a dele, e então aconteceu, e ele foi super cuidadoso e carinho com você. Depois de 3 longas horas de amor você esta deitada sobre o peito dele quando fala
Você: Obrigada.
Luan: Pelo que ?
Você: Por você esperar o meu tempo, por ter feito que tudo isso fosse perfeito, por ter arrumado o quarto tão lindo e por me fazer a mulher mais realizada do mundo.
Luan: Só queria que fosse perfeito e inesquecivel pra você.
Você: E foi.
Luan deu um beijo em sua testa e ficou acariciando seus cabelos até que os dois acabam adormecendo.
FIM.
Idéias do chat: clessf
Chat feito por: 24hrsdeluannos2

Chat postado em 23/11/2013 às 1:49pm | 69 notas | (reblogue this!)
Você e o Luan eram vizinhos. Ambos tinha 16 anos e haviam ficado uma vez.
Garoto: (Seu nome), (Seu nome)! -você ouve alguém te chamar e chega da janela-
Você: O-o-oi -havia um garotinho te chamando e luan estava ao lado dele-
Garoto: A bola caiu ai na sua casa.. pega ela pra mim?
Você: Cl-claro -desvia os olhos do Luan e vai pra pegar a bola, mas quem ta esperando pra pegar é Luan- Aqui -entrega sem olhar pra ele, mas ele segura sua mão-
Luan: Por que cê é assim?
Você: Assim como?
Luan: Eu não consigo te entender!
Você: Não tenta entender..
Luan: Depois do beijo cê num fala mais comigo, por quê?
Você: É que.. é..
Luan: Ta namorando?
Você: Não!
Luan: Ah, entendi! Cê só quis ficar, não quer nada sério!
Você: Não, é.. -ele te interrompe-
Luan: Eu também não queria nada sério, mas pensei que você fosse diferente! Bom, pelo menos depois iria falar comigo!
Você: Você só queria ficar também?
Luan: Claro! Cê nunca tinha ficado com ninguém daqui, quis saber como era. -mente-
Você: Me perdoa, então.. -diz com os olhos lacrimejando-
Luan: Pelo quê?
Você: Pelo pior beijo da sua vida.
Luan: Pior?
Você: Me perdoa, é que foi o primeiro e eu nã..
Luan: O QUÊ? PRIMEIRO? -você abaixa a cabeça e ele levanta- Cê nunca tinha ficado com ninguém?
Você: Não, com você foi o primeiro, logo o primeiro!
Luan: Não acredito!
Você: Me perdoa!
Luan: Não tenho que te perdoar!
Você: Claro que tem! Você foi o primeiro e eu não consigo olhar na sua cara de tanta vergonha! -ele sorri-
Luan: É engraçado.
Você: É, sou uma palhaça mesmo.
Luan: Não.. é que tantas coisas se passaram na minha cabeça.. pensei que o beijo tinha sido tão ruim a ponto de você não falar mais comigo; pra sair com meu eco maior, disse esse monte de coisas pra você hoje.
Você: Se seu beijo é ruim, não quero nem experimentar o bom.
Luan: Também não quero que cê experimente!
Você: Para de bobeira e me desculpa, de novo!
Luan: Não é bobeira! Eu gosto muito de você -alisa seu rosto- de verdade.
Você: Também gosto muito de você.
Luan: Sério?
Você: Seríssimo!
Luan: Então me perdoa por essas mentiras que eu disse mais cedo.
Você: Quais?
Luan: Que eu só fiquei com cê porque cê num tinha ficado com ninguém e que eu nunca quis nada sério com cê.
Você: E isso é mentira?
Luan: A mais pura mentira! Quando cê se mudou pra cá eu te vi e logo já te quis. -ele se aproxima- (Seu nome), eu quero que seu mundo comece e termine em mim. Quero que minha boca seja a primeira e a última a passar na sua.. namora comigo?
Você: Sim, mil vezes sim! Eu te amo.
Luan: Eu também te amo
Vocês se beijam e começam a namorar!

Chat postado em 15/11/2013 às 3:49pm | 55 notas | (reblogue this!)
— Nega, você sabe onde tá aquela camisa que você gosta?
— Tá na gaveta das camisas, nego. — eu estava sentada na cama do quarto dele, meu melhor amigo, vendo-o se arrumar. — Vai sair?
— Vou encontrar com uma pessoa.
— Uma pessoa? — questionei. — Desde quando você virou misterioso?
— Para, nega. Tem nada haver isso não. É só que ela é uma pessoa especial.
— Pessoa especial? — questionei novamente, incrédula. — O que fizeram com o meu amigo? — ele sorri e vem se sentar ao meu lado.
— Sei lá, ela é diferente. Acho que ela tá apaixonada por mim. — aquelas palavras fizeram o meu mundo literalmente desabar.
— Nossa! — sussurrei baixinho para mim mesma.
— É tão inacreditável assim?
— É. Vindo de você, é completamente inacreditável.
— Por quê?
— Não sei, mas você sempre gostou de sair e tava sempre rodeado de mulheres. — tentei explicar. — Ver você comprometido, vai ser no mínimo estranho.
— Será?
— Pode ter certeza que vai. A gente vai acabar se afastando.
— Claro que não. Eu vou continuar o mesmo, prometo.
— Não prometa o que você não vai conseguir cumprir.
— Como assim? — perguntou confuso.
— Esquece. — disse balançando a cabeça negativamente. — Tu irmã tá aí?
— Deve estar no quarto dela. — sai do quarto dele absolutamente abatida. “Apaixonado”. Eu mal podia acreditar no que acabei de ouvir.
— Ele está apaixonado. — entrei no quarto da irmã dele, me segurando para não chorar.
— Como? — disse surpresa.
— Apaixonado. — repeti jogando-me na cama dela.
— Tem certeza?
— Tenho. — respondi. — Ele acabou de me contar.
— Você deveria conversar com ele.
— Não. Agora já não adianta mais.
— Mas você gosta dele. — tenta argumentar.
— E justamente por isso quero vê-lo feliz e talvez a felicidade dele não seja perto de mim.
Prazer, essa sempre fui eu. Abrindo mão das coisas que mais amava porque simplesmente não tinha coragem de lutar por elas. Fraca, covarde, acomodada e talvez por isso, infeliz.
— Ele oficializou o namoro. — certo dia a irmã dele chegou ao meu apartamento dando-me essa notícia.
— Você viu a namorada dele? — por mais idiota, essa foi a única coisa que consegui dizer.
— Sim.
— E como ela é?
— Bonita, mas eu preferiria você no lugar dela.
— Ele está feliz? — pedi ignorando o comentário dela.
— Sinceramente eu não sei. Quando olho para eles vejo algo forçado. Como se eles estivessem juntos só por estar, entende?
— Não! Não entendo. — falei deixando todo minha raiva e angustia saírem. — Eu ainda não entendo porque entrei na vida dele, porque nos conhecemos, porque nos tornamos amigos. — disparei. — E eu não entendo que diferença eu realmente faço na vida dele, porque ele pode escolher suas amizades á dedo e ele simplesmente me escolheu, mas por quê? — e nesse momento eu derramei uma única lágrima, sem saber que ela seria a primeira das muitas outras que viriam dias depois.
— Você está apaixonada. — a ouvi dizer com certa fascinação na voz, e era claro que eu estava e a culpa não era totalmente minha. Nenhuma mulher em sã consciência não se apaixonaria por ele, porque ele é irritantemente perfeito.
Eu estava em casa. Era um sábado quando meu celular tocou.
— Oi. — ele disse quando eu atendi.
— Oi. — respondi em voz baixa, quando percebi que havia tempo que não o ouvia me chamando de “nega”. Desde que começamos conviver, ele começou á me chamar assim, mas depois que começou a namorar, simplesmente parou, até porque nós mal conversamos depois que ele me disse que estava apaixonado.
— Você tá em casa?
— Sim.
— Posso ir até aí?
— Se você quiser. — falei dando de ombros.
— Como assim “se você quiser”?
— Se você quiser vim, pode vir.
— Ok, acho que a gente precisa conversar.
— Ok. — respondi apenas.
— Daqui a pouco eu chego aí.
— Ok. — falei e desliguei o celular.
Enquanto esperava, tentei me preparar psicologicamente para ter uma conversa com ele. Como eu previa, nós nos afastamos de uma forma repentina, aparentemente sem nenhum motivo exato para isso.
Quando abri a porta do meu apartamento, encontrei com um cara cabisbaixo, a feição abatida e os olhos perdidos.
— Entra. — murmurei. Ele abriu um tímido sorriso e foi até a sala, sentando-se no sofá.
— Você sumiu. — ele disse fitando-me.
— Eu sempre estive no mesmo lugar. — dei de ombros.
— Você mudou comigo.
— Não! Você que se esqueceu de mim.
— Isso é mentira. Eu até posso ter me afastado de você, mas isso aconteceu só depois que eu descobri que você estava apaixonada.
— O quê? — perguntei incrédula.
— Eu tava conversando com minha irmã e reclamando justamente por você ter se afastado e ela me disse que talvez isso tivesse acontecido porque você estava apaixonada.
— Eu não acredito que ela te falou isso. — resmunguei caminhando nervosa, de um lado para o outro.
— Então é verdade mesmo. — afirmou se levantando.
— Isso não te interessa. — rosnei entre dentes.
— Desde quando a gente tem segredos? — grunhiu.
— Desde o momento que você começou a namorar e me deixou de lado. — disparei.
— Eu não te deixei de lado, você que sumiu.
— Eu que sumi? — questionei dando uma risada irônica. — Eu já perdi as contas de quantas vezes liguei para você, sua namorada atendeu e eu pedi para ela dizer para ti me ligar de volta, mas você nunca retornava.
— Para de mentir, ela nunca me falou nada e eu nunca encontrei ligações suas no meu celular.
— Você tem noção do que acabou de dizer? — perguntei com a voz mais calma. — Você me chamou de mentirosa.
— Espera... — ele balbuciou.
— Por favor, vai embora daqui. — o interrompi. — Você não é o meu nego, porque o meu nego me contava tudo, confiava em mim e não desconfiava da minha palavra, ao contrário de você.
Ele apenas olhou no fundo dos meus olhos e foi embora.
Sentei no sofá e agarrei meus joelhos tentando aliviar a dor que começa a surgir. “Faça com que ele volte”, imploro repetidas vezes para mim mesma na esperança que isso realmente aconteça. Mas os minutos foram passando e a ficha acabou caindo. Ele não voltaria, pelo menos não hoje, porque só eu sei o quão teimoso e orgulhoso ele é.
Deixei que os dias passassem. Esperando ansiosamente que ele viesse, porém isso não aconteceu.
— Tomei uma decisão. — comuniquei para a irmã dele, que felizmente não se afastou de mim.
— O quê?
— Vou viajar.
— Para onde?
— Canadá.
— Vai visitar seus pais? — ela perguntou. Meus pais moravam lá á quase cinco anos.
— Na verdade não. — murmurei. — Pensei em me mudar para lá.
— Você não pode! — ela exclamou com os olhos arregalados. — Não adianta fugir desse jeito.
— Pode ser, mas eu preciso me afastar. Talvez faça um curso lá.
— Mas de quanto tempo?
— Uns dois anos.
— Eu acho que é tempo demais.
— Eu preciso desse tempo para mim.
— Tudo bem, mas promete que a gente vai conversar enquanto você estiver viajando?
— Prometo, mas quero que você prometa que não vai contar nada para ele, nem que nós mantemos contato. Quero que ele esqueça que eu existo.
— Tem certeza que é isso que você quer?
— Tenho.
Canadá é exatamente o tipo de lugar que eu amaria morar, caso meu coração não tivesse ficado no Brasil. O aconchego dos meus pais, o clima, os estudos... De certa forma amenizaram a saudade e fizeram com que os dois anos passassem razoavelmente rápidos. Porém os momentos mais animados foram aqueles que eu conversava pela web com a irmã dele.
— Quando você vai voltar? — ela perguntou.
— Daqui á alguns dias. — respondi com um pequeno sorriso.
— Nem acredito. Estou morrendo de saudade.
— Eu também estou e você não imagina o quanto.
— Posso te fazer uma pergunta?
— Claro. — falei de sobrancelhas franzidas.
— Como está o coração?
— Tranquilo. — suspirei. — Só espero que ele continue assim caso eu encontrar seu irmão.
— Por falar em irmão, ele está chegando.
— Então é melhor desligar. — nesse instante ouvi uma porta bater e o som daquela risada que costuma ser meu refúgio antigamente. “Ele está bem sem você”, tentei convencer-me.
— Te amo, beijo. — a irmã dele disse rapidamente.
— Eu também, beijo. — falei pouco antes de desligarmos.
Então, depois de dois anos eu finalmente voltei a pisar no Brasil. Aquele som, da risada dele, simplesmente não saia da minha mente. Eu estava com saudade. Com muita saudade. Mas não estava disposta a sofrer.
A irmã dele estava me esperando no aeroporto. Depois de um mega abraço seguimos para meu apartamento para deixar minhas coisas, mas no momento em que pus o pé para fora do elevador, me deparei com uma surpresa.
— Nega. — ele sussurrou com um sorriso de orelha á orelha.
— Nego. — e naquele momento, meu autocontrole simplesmente desapareceu. Praticamente corri até ele e o abracei, mas aí lembrei que nossa amizade já não era como antes e me afastei.
— Porque você sumiu? — ele perguntou, com o sorriso se desfazendo em seus lábios.
— Acho que vocês precisam conversar. — a irmã dele disse e em seguida entrou novamente no elevador.
— Mas primeiro, o que você está fazendo aqui? — questionei enquanto abria a porta do meu apartamento.
— Eu? — balbuciou. — É...
— Então? — insisti ao ver que ele não sabia o que responder.
— Desde que você foi embora venho aqui sempre que posso. — confessa. — E como eu tinha a chave ficava por horas sentando no sofá, lembrando de você e me perguntando por que você me deixou.
— Eu não deixei você. — tentei explicar me sentando no sofá. — Eu só precisava de um tempo.
— Mas precisava ir sem se despedir? Sem avisar para onde ia? Você apenas sumiu.
— Eu precisava me afastar daqui e decidi que assim seria melhor para mim.
— Poderia ser melhor para você, mas e quanto á mim? — eu não tinha argumentos suficientes. Eu fugi dele, porém não podia revelar os motivos da minha fuga.
— Desculpa. — murmurei cabisbaixa. — Mas não coloque toda a culpa em cima de mim. Eu esperei por você, juro que esperei. Depois daquela nossa discussão fiquei esperando que você voltasse, não só porque não gosto de brigar contigo, mas também porque eu precisava de você, precisava mesmo. — contei segurando-me para não chorar. — E então os dias foram se passando e você não veio. E eu conclui que você tinha seguido o seu caminho, e eu decidi seguir o meu também.
— Só que eu estava no mesmo lugar. Tudo bem que eu não te procurei, mas eu estava lá. E você não! — exclamou. — Você sumiu por dois anos.
— Posso ter errado, porém esses anos foram fundamentais para mim. Eu fui para o Canadá, matei a saudade dos meus pais e fiz até um curso, entende?
— Não sei se entendo. — disse balançando negativamente a cabeça. — Mas você não vai voltar para lá, certo?
— Eu ainda não decidi.
— Como assim?
— Eu não sei... — dei de ombros.
— Você não pode ir embora de novo.
— Por que não? — indaguei. — Me dê motivos para eu ficar aqui. — sugeri.
— Por mim. — ele falou baixinho.
— Não fique se enganando. Nossa amizade sempre foi muito forte e eu tenho certeza que a sua namorada não ia gostar da ideia de você ter uma amiga por perto.
— Então é isso? — ele perguntou abatido.
— Eu não queria que fosse, mas é. — “vai ficar tudo bem”, tentei me convencer ao ver ele me dando as costas e indo embora.
Mais uma vez me encolhi no sofá e comecei a repetir a meu mantra “Faça com que ele volte”. No entanto, como era de se esperar, ele não voltou.
E da mesma forma que um dia a irmã dele chegou na minha casa dando-me a notícia que ele havia começado á namorar, em um sábado á noite ela chegou toda afobada com outra notícia.
— Eles terminaram! — exclamou.
— Eles quem? — perguntei ainda confusa.
— Meu irmão não está mais namorando. — explicou.
— O quê? — questionei sem acreditar.
— É isso mesmo... — antes que ela terminasse de contar meu celular começou a tocar.
— É ele. — falei quando peguei o celular na mão.
— Atende logo.
— Alô. — eu disse.
— Você tem algum compromisso agora? — ele pediu com a voz extremamente baixa.
— Não. — respondi de imediato.
— Sabe aquela praça que tem aqui perto de casa?
— Sei sim.
— Será que você pode vir aqui?
— Claro, daqui a pouco eu chego. — e sem ao menos dizer á irmã dele para onde eu estava indo sai correndo e entrei no meu carro. Ele não estava bem. A voz dele me dizia isso e eu não podia simplesmente ignorar esse fato.
Quando cheguei ao parque o encontrei observando o pequeno lago que tinha ali. Aproximei-me dele e parei do seu lado. Ficamos por longos minutos assim, sem dizer uma única palavra, até que eu tomei coragem de olhar para ele. Foi nesse momento que vi algumas lágrimas correrem na sua face e então ele desabou.
— Nego. — sussurrei enquanto o abraçava com toda a força que possuía e ouvia-o soluçando em meus braços.
— Eu perdi a mulher que amava. — gaguejou.
— Ei, calma. — pedi quando ele se afastou. — Vai ficar tudo bem. — prometi secando as lágrimas do rosto dele.
— Eu tentava encontrar você nela. E como não encontrava acabava falando de você o tempo todo e isso acabou irritando ela.
— Então eu fui a culpada. — murmurei.
— Talvez sim.
— Desculpa, não era minha intenção, mas você me disse que estava apaixonado.
— Eu? — perguntou balançando negativamente a cabeça. — Eu nunca disse isso.
— Claro que disse! — afirmei.
— Quando?
— Aquele dia no seu quarto, quando você pediu onde estava a camiseta que eu gostava. — expliquei.
— Não! — exclamou. — Eu disse que ela estava apaixonada por mim e em nenhum momento eu disse que estava apaixonado por ela.
— Não acredito. — disse baixinho para mim mesma. Isso significava que eu estava errada. — Como eu queria ter percebido isso á dois anos atrás.
— Então não faz mais diferença agora.
— Eu não sei. Não posso simplesmente ignorar o fato que nós mudamos.
— Não. — disse tomado pelo desespero. — Eu só mudei com você quando descobri que você estava apaixonada, por que eu não ia suportar dividir você com outro.
— E quanto á mim? — disparei. — Como você acha que eu me senti quando tive que dividir você? — perguntei furiosa. — Eu estava apaixonada por você. — revelei e ele parou por um instante como se não tivesse acreditando no que acabara de ouvir.
— Apaixonada por mim. — repetiu para si próprio. — E porque você não me contou?
— Porque eu acho que a base de uma relação é o respeito e a amizade. E a gente tem que se sentir bem para dizer para o outro o que sente, o que espera e o que deseja. Tem que ser amigo, parceiro, cúmplice... Nós erramos assim, mas depois nos tornamos dois desconhecidos.
— Você não percebe que isso aconteceu porque eu estava com ciúmes de você? — questionou passando nervosamente as mãos no cabelo. — Eu tentava ignorar o fato que você poderia seguir sem mim, mas o ciúme é exatamente igual uma gota gelada num banho quente. Você finge que não sente, mas no fundo te incomoda e muito. — o que ele falou ficou no ar por alguns momentos. Eu tentei digerir tudo aquilo, mas eram informações demais para mim.
— Eu não sei mais o que pensar. — sussurrei, por fim. — Eu preciso de um tempo.
— Você não acha que já perdemos tempo demais?
— Acho, e talvez a gente precise perder um pouco mais. — ele me fitou triste, esperando por uma resposta diferente, mas eu não poderia dar. Eu estava confusa, precisava ter certeza de que tudo o que ele tinha me dito realmente era verdade.
— Ok. — ele falou.
— Ok. — respondi e vi ele se afastando de mim. Mas dessa vez eu não iria me encolher em um canto e pedir desesperadamente ao universo que o fizesse voltar, porque eu queria que ele fizesse isso por vontade própria, sem a intervenção de nada. Essa deveria ser uma escolha dele e de mais ninguém. No entanto, acho que eu não preciso sequer dizer que ele não voltou.
— Eu não acredito que você vai morar no Canadá. — já estou no aeroporto e a irmã dele me abraça apertado. Eu estava indo embora de novo.
— A não ser você, nada mais me prende aqui. E como eu sei que você vai me visitar sempre... — expliquei sorrindo.
— Vou mesmo. — confirmou. — Mas e o meu irmão? — suspirei quando me lembrei dele.
— Ele amava a namorada dele e eles ainda vão voltar.
— Como você pode ter certeza disso? — ela pediu.
— Quando eles terminaram, ele me disse que perdeu a mulher que amava. — contei.
— Mania irritante essa sua de entender tudo errado. — estremeci quando ouvi aquela voz aveludada vindo de trás de mim. — Não é ela que eu amo, é você. — me virei e vi aquele sorriso capaz de derreter o coração de qualquer mulher.
— O que você está fazendo aqui? — perguntei indo até ele.
— Eu perdi você uma vez, não vou deixar isso acontecer de novo. — com o jeito maroto de sempre, ele me puxou pela cintura fazendo com que nossos corpos ficassem colados. — O seu nego veio te buscar. — involuntariamente, meus lábios se curvaram e em meio á um sorriso nós nos beijamos. Finalmente, eu estava sentindo aquela boca macia sobre a minha, as mãos fortes me prendendo, os corpos sintonizados, mas pude sentir principalmente, que todas as palavras que ele havia me dito, eram verdadeiras.
— Ok. — sussurrei em meio á pequenos beijos e contagiada por uma alegria que eu só encontrava quando estava ao lado dele, o meu nego.
Trechos: Clarissa Corrêa.

Chat postado em 15/11/2013 às 3:19pm | 112 notas | (reblogue this!)
Você tinha 17 anos e estudava na mesma escola que o Luan,vocês eram melhores amigos,porém um apaixonada pelo outro, mais não demonstravam esse sentimento ,vocês sempre iam e voltavam juntos da escola.
Em uma manhã como outra qualquer,você foi como de costume chamar o Luan para a escola
Mais D.Mari disse que ele já havia saindo, você achou estranho mais não ligou muito,chegando na sala de aula, Você levou um susto ai ver o Luan com um buquê de rosas vermelhas indo em sua direção.
Ele Segura em sua mão ele diz:
Luan: (seu nome) eu já não posso mais ficar do seu lado sem ao menos poder te dar um beijo,eu venho escondendo esse sentimento por muito tempo,mais eu já estou no meu limite (Te olhando nos olhos), Você aceita namorar comigo?eu te amo e quero te ter para sempre comigo.
Você: você não sabe,o quanto eu esperei por esse momento,eu ACEITO te amo como nunca amei ninguém,e quero ser para sempre feliz ao seu lado.
Vocês se beijam,um beijo cheio de amor
Você: e foi assim que eu começei a namorar com o seu pai.
Nick: ai ti lindo mamãe,eu amo você e o Papai
Você: eu também te amo(dá um beijo em sua testa)
Luan: eu vivo vocês amores da minha vida.
Fiim

Chat postado em 15/11/2013 às 11:20am | 16 notas | (reblogue this!)
Você e Bruna eram melhores amigas, você não gostava muito do irmão dela, você achava ele muito metido, toda vez que ele ia falar com você, só saia ignorância de sua parte, você iria completar 18 anos, não queria festa mais de tanto bruna insisti acabou cedendo.
Faltava apenas uma semana para o seu aniversario, você ficou com a parte dos convidados e bruna com a decoração, um dia antes da sua festa, bruna preparou uma festinha privada, só para os mais íntimos na casa dela, o Luan não teria show então ele também estava la.
Você: ah não bruna eu não quero ir, seu irmão e um chato (fazendo bico)
Bruna: para de ser boba (seu nome) o Luan não vai fazer nada, vem por favor por mim (faz bico)
Você: tudo bem (indo para a sala)
~~Chegando na sala~~
Você: bruna vou pegar alguma coisa para beber, você quer ?
Bruna: não to de boa
Você vai para a cozinha buscar a bebida, e percebe que o Luan esta atras de você.
Você: ta fazendo o que coisa chata ?
Luan: nada não, só vim ver o que você ia fazer
Você: alem de chato, mulherengo e metido ?
Luan: você e muito chata garota (diz saindo)
Você volta para a sala e percebe que bruna esta em um maior clima com o lucas e resolve não atrapalhar, já que você sabia que ela tinha uma quedinha por ele, você e o Luan estavam exagerando na bebida, e não paravam de trocar olhares, você resolveu ir dormir deus boa noite a todos e foi para o quarto da bruna, Luan percebe que você não esta muito bem e vai atras de você ~~no quarto~~toc toc~~
Você: já vai (diz indo ate aporta), você de novo ?
Luan: vim ver se você estava bem (diz entrando no quanto)
Você: que que e virou meu pai (rindo e falando meio embolado)
Luan: nem bêbada você para de me tratar mal né ?
Você: se toca, eu não gosto de você e nunca vou gos... antes que você pudesse termina, Luan te rouba um beijo quente e ao mesmo tempo carinhoso, durante o beijo Luan vai te levando para o quarto dele, assim que vocês entram você já vai tirando a camisa dele, e ele subindo seu vestido, em questão de segundos vocês já estavam na cama.
Você: Luan eu sou virgem ( diz embolada e saindo da cama)
Luan: pode confiar em mim (diz te puxando) e sussurra em seu ouvido: eu sei que você quer, você não responde e ele continua, ele tira a sua calcinha , e vai beijando todo o seu corpo ate chegar em sua boca, ele olha dentro dos seus olhos e pergunta.
Luan: posso ? (aponta para a sua sandy), você diz que sim com a cabeça, ele penetra o Luan jr, com cuidado e ao mesmo tempo selvagem, você começa a gemer, e isso estava deixando o Luan louco.
Como era sua primeira vez o Luan comandou a maior parte da transa, depois que terminarão o lê lê lê ficaram na cama, derre pente você se levanta
~~ continua ~~~

Chat postado em 15/11/2013 às 11:19am | 39 notas | (reblogue this!)
Você: eu tenho que tomar banho Luan
Luan: eu posso ir ?
Você: não, to indo para o quarto da bruna (diz fechando a porta )
~~ no quarto da bruna ~~~
Você chega e encontra a bruna dormindo, então não faz muito barulho, você toma um banho, mais não para de pensar no Luan, você dorme, e acorda com um barulho.
Bruna: poxa nem deu tempo de colocar o presente onde eu queria.
Você: bru eu disse que não queria presente.
Bruna: mas eu comprei, feliz aniversario amiga (te abracando)
Você: obrigado (abaixa a cabeça)
Bruna: que carinha e essa ? logo hoje ?
Você: bru eu fiquei com o seu irmão
Bruna: e isso e ruim ?
Você: e, por que agora não consigo parar de pensar nele (cara de triste)
Bruna: não fica assim, hoje e o seu dia, vamos se arrumar para toma cafe
Vocês descem e tomam cafe, o Luan saiu logo cedo, e você não o viu durante o dia todo, mais de uma coisa você tinha certeza, você estava apaixonada pelo Luan, o dia passou rápido e você e bruna foram se arrumar, você colocou um vestido preto colado com detalhes prata e uma sandália prata, vocês fazem uma maquiagem incrível e colocam os acessórios, e vão para o local da festa, chegando la todos já estavam a sua espera.
Você: bru o Luan não vem não ?
Bruna: vem sim, ele ligou e disse que já estava vindo
~~ durante a festa ~~
Uma pessoa não muito agradável entra e você vai ate ela
Você: ta fazendo o que aqui ?
Jade: o Luan me chamou (fazendo pouco caso da sua pegunta)
Quando você olha o Luan esta vendo, você fica paralisada ao velo todo lindo ate você.
Luan: parabéns ( seu nome ) e te deu um abraco ~~ você não disse nada e saiu, Luan sem entender vai ate jade.
Luan: ta fazendo o que aqui ?
Jade: você me chamou.
Luan: não, eu falei que se você fosse cara de pau viria para essa festa, to vendo que sim ~~ nesse momento jade agarra o Luan e da um beijo nele, bem na hora você se vira e ver o beijo, você sai correndo para o banheiro e chara igual a um bebe, bruna vendo seu estado vai falar com o Luan
~~ continua ~~

Chat postado em 15/11/2013 às 11:19am | 36 notas | (reblogue this!)
Bruna: Luan vai atras da ( seu nome )
Luan: por que ?
Bruna: ela viu você beijando a jade, ela gosta de você, agora vai ( diz gritando)
Luan: serio ? ( diz indo ate você )
~~ no banheiro ~~
Luan: ( seu nome ? ta tudo bem ?
Você: você acha que eu to bem ? ( diz chorando )
Luan: a bruna me falou que você, gosta de mim, e verdade ?
Você: não, ( diz se levantando e saindo do banheiro )
Luan: qual e ( seu nome ) essa de mulher forte não me engana ( diz segurando seu braco )
Você: me solta, eu já disse e... você não consegue termina e Luan te rouba um beijo, o beijo entre vocês fica cada vez mais quente, e vocês fazem o lê lê lê ali mesmo, mais dessa vez um amor selvagem, mais cheio de amor, a festa termina e vocês vão para casa.
você estava completamente apaixonada pelo Luan, mais teve medo de não ter esse amor correspondido, e então você decide se afastar da família santana, você tinha familiares em são paulo, e disse para bruna que um parente estava doente, e iria ajudar a cuidar dele.
Dois meses se passaram e você que foi viajar na intensão de esquecer o Luan, não da certo, esse amor só aumenta, você havia conhecido um grupo de meninas em SP, e elas te chamaram para uma boate, que iria inaugurar.
Você aceita, e vai se arrumar para sair com as meninas, você veste um vestido não muito curto, uma sandália alta, alisa o cabelo e enrola as pontas, faz uma maquiagem e vai se encontrar com as meninas, vocês chegam na boate e foram para um camarote, você ve uma movimentação estranha, mas não liga muito, você estava destra ida e esbarra em um homem
Você: descul... Luan ? ( diz paralisada )
Luan: ( seu nome ) quanto tempo, ( diz te abracando ), você ta linda
Você: obrigado
Luan: ta sozinha ?
Você; não, to com umas amigas
Luan: então elas não vão ligar, se você foca um pouco comigo
Você: não vão ( diz rindo )
~~ continua ~~

Chat postado em 15/11/2013 às 11:15am | 36 notas | (reblogue this!)
Luan: vem vamos ali pegar alguma coisa pra beber ( diz te puxando ), vocês pediram a bebida e ficaram conversando, sem brigas e o Luan estava adorando, você diz que vai ao banheiro, e quando estava voltando se depara com uma cena muito desagradável, você fica em choque, e da um grito.
Você: Luan ( diz gritando e já chorando )
Luan: ( seu nome ), não e nada disso ( diz indo ate você )
Você: não, eu não to pensando, eu to vendo ( diz saindo da boate ), Luan sai atras de você e te puxa.
Você: me solta Luan, você já me fez sofrer demais, você sabe por que eu vim para são paulo ?
Luan: não, por que ?
Você: por que eu era, alias eu sou completamente apaixonada por você, e não te contei por que estava com medo de ser ignorada por você, eu te amo e não estava mais aguentando fica do seu lado, sem expressar esse sentimento.
Luan: eu nunca vou te ignorar, sou apaixonado por você, e sofri tanto quando você saiu de perto de mim, você foi inesquecível para mim, desde o momento que eu tive você em meus bracos, sabia que estava apaixonado, te amo pelo seu jeito de falar, pelas suas bobeiras, ate mesmo quando você me dava um fora ( diz rindo ), eu gostava, eu te amo, e agora tenho que pergunta
Luan: ( seu nome ) você aceita namorar comigo ?
Você já em lagrimas
Você: sim, eu aceito ( diz indo abraça-lo )
Vocês vão para o seu apartamento, tem uma linda noite de amor, e dormem de conchinha, no outro dia voltam pra londrina.
~~ chegando na casa do Luan ~~
Bruna: ah ( seu nome ) que saudade ( diz te abraçando )
Você: eu também amiga. Bruna ver Luan te abracando
Bruna: pera ai... vocês estão ?
Você: namorando ? sim estamos
Bruna: aaah minha melhor amiga, agora e minha cunhada ? ai como eu to feliz
Luan: eu também, piroca ( diz te abraçando )
Você: eu te amo ( diz beijando o Luan )
Bruna: gente eu to aqui, vamos parar de melação ? esquece ( diz indo pro quarto )
Luan: eu te vivo muié da minha vida
Depois de dois anos de namoro, vocês se casam, e depois de um ano você descobre que ta gravida, teve gêmeos, nicole e breno e foram muito felizes.
Fim

Chat postado em 15/11/2013 às 11:14am | 36 notas | (reblogue this!)
Sabe quando você tem certeza que encontrou a pessoa que vai ficar com você o resto da sua vida? Pois é eu também sei e desperdice a oportunidade deixando a mulher que eu sempre amei ir embora, mas, aprendi a ama-lá a cada dia mais e mais, pra mim ela é o tipo de pessoa que se diz ser sua cara metade. Ela é minha metade, tudo que faltava em mim ela completava e tudo que faltava nela eu a completava. E agora eu to aqui, sentado no meio do quarto com ele meio escuro, com a janela aberta, a porta tá encostada e a lua está tão bela.
-A bruna coloca a cabeça na brecha da porta pra falar com ele-
Bruna: Pi, a mãe tá perguntando se você quer comer?
Eu: não piroca diz pra ela que ainda não to com fome
Bruna: ta certo –se vira pra ir embora-
Luan: bubu? –ela volta-
Bruna: oi pi?
Luan: tem mais algum livro ai?
Bruna: não cê já leu todos
Luan: e algum filme novo?
Bruna: hm, também não cê já assistiu todos, mas quer repetir?
Luan: não não eu vou ficar aqui e esperar a próxima novela.
Bruna: cê tá bem mesmo?
Luan: to –seca uma lagrima que ousou em cair- to sim. –ela vai embora- tudo isso pra tentar te esquecer Seu nome...
Fiquei, apenas 1 mês longe dela e to aqui nessa meia depressão, ainda bem que to de férias e ainda falta muito pra rotina começar. Ela acabou comigo porque eu cai na ladainha da minha ex eu tenho certeza que ela colocou alguma coisa na minha bebida, eu a amo muito e ainda lembro dela aqui nesse quarto e especialmente de mau humor e de TPM quando ninguém chegava perto só eu. -ele olha pra cama e lembra-
*Lembrança*
Você: amor –o olha com dengo- to necessitada de carboidratos e de muito muito carinho seu –faz bico pra ele-
Luan: -ri- to indo no supermercado, o de sempre? –você balança a cabeça sorrindo, ele te dá um beijo e sai vai atrás dos seus carboidratos-
Ele foi no supermercado, comprou doritos, chocolate, coca-cola e jujubas. Durante 4 dias você só precisava do Luan e dessas besteiras e seu stress passava em segundos. Ele não demorou nem meia hora e quando chegou viu felicidade refletir em seus olhos.
*Lembrança off*
Cara eu não posso continuar assim só de lembrança, preciso fazer alguma coisa, preciso correr atrás de quem eu realmente amo...
-Ele se levantou tomou um banho trocou de roupa e desceu as escadas correndo-
Marizete: vai pra onde assim menino
Luan: vou atrás da minha felicidade mamusca –sai correndo como um menino correndo atrás de uma pipa. Ele entra no carro e vai direto pra sua casa que era a dois quarteirões da dele, chegando lá ele bate na porta, você abre e ele meio que toma um susto, você estava acabada igual a ele, com os olhos inchados e com marcas de dias de insônia isso apertou ainda mais o coração dele-
Luan: Seu nome, eu preciso que você me escute vim aqui te pedi perdão, eu não tive culpa ela me dopou não acontece nada entre nós... –você bate a porta na cara dele e ele não liga continua falando através da porta- eu só vou embora quando você falar comigo.
–Passa 10, 20, 30 minutos você estava na porta sentada chorando, como ele sabia que seu orgulho estava ferido resolveu checar embaixo da porta viu sua sombra e recomeçou a falar.-
Luan: Por favor, me perdoa eu não aguento mais ficar 1 segundo sem te ver, sem saber que você me perdoou, eu já te provei varias vezes o quanto te amo não só com palavras com gestos e principalmente quando você esta de mal humor, eu adoro quando você esta de TPM e você fica frágil, estressada e amável ao mesmo tempo, amo quando você se emociona quando eu te mostro minha novas musicas fresquinhas, adoro te ver bravinha quando perde no futebol quando joga vídeo game comigo, acho lindo você se preocupar comigo quando estou em Turner começa a chover e estou meio gripado só falta você pegar o próximo voo e ir atras de mim só pra me dar xarope e me esquentar –ri- eu amo pentear seu cabelo, seu nome, eu não aguento mais, o meu pensamento te segue e até minha saudade te persegue o meu amor por você não envelhece você não sai da minha mente –O som de um trovão soa atrás dele avisando que o mundo ia desabar em chuva- fico louco quando você tá perto de mim e me causa febre de 40 graus –começa a chover super forte e ele continua falando- ou um pouco mais, sabe eu quero você, eu amo só você e o resto pra mim tanto faz...
-Enquanto o mundo desabava em chuva do lado de fora, você desabava em lagrimas dentro de casa, passa uns 15 minutos pra você poder digerir todas as palavras do Luan, pois tudo que ele tinha acabado de dizer era simplesmente a mais pura verdade, você se levanta e olha pelo olho mágico ele ainda estava lá todo molhado, você enxuga o rosto e abre a porta-
Você: vai pegar uma pneumonia desse jeito ai – olha pra ele que levanta a cabeça e olha direto nos seu olhos- vem entra –quando você ordenou seus pés a sair da frente pra ele entra ele te abraçou e você nem quis saber se ele tava molhado também o abraçou, você sentiu o mundo em seus braços, alias o seu mundo nos seus braços-
Luan: desculpa –te olha- te deixei toda molhada –ri-
Você: tudo bem vem tem roupa sua lá em cima, vou te dá uma toalha e vou fazer um chocolate quente pra você. –você sobe as escadas e ele atrás de você calado ainda não acreditando- oh, sabe o caminho do banheiro né? –se esconde atras do guarda roupa e quando se vira- olha aqui sua roupa –o olha nos olhos, você nem pensa duas vezes e o beija, não um beijo voraz, um beijo repleto de amor, sinceridade, saudade e muita, muita paixão vocês param o beijo com sorrisos e selinhos-
Luan: eu te amo, sempre te amei e vou te amar até depois do amanhã
Você: e eu te vivo, e vou te amar até o ultimo segundo em que eu respirar. Agora vai lá se secar e troca de roupa –ele espirra- xii, to la em baixo te esperando com o xarope
Luan: senti saudade disso. -ri-
*ele te dá um selinho e corre pro banheiro, você desce as escadas sorrindo toda boba e vai pra cozinha preparar tudo que falou, e pensou o porque não tinha feito isso antes, você era muito orgulhosa e só ele pra poder reverter isso.
*Fiim*
Nada pra fazer''

Chat postado em 14/11/2013 às 4:11pm | 44 notas | (reblogue this!)
Voce sempre mandou no jogo, ate conhecer Luan. Ele estava vindo te bucar, voce pintou as unhas, passou perfume e estava com seu salto alto.
Voce: Seja voce mesma!~repetia enquanto arrumava o cabelo~.
Sua campainha toca.
Voce: Oi Luan!~voce o abraça~.
Luan: Oi linda, como é que ta?
Voce: Bem, e voce?
Luan: Bão, vamo?
Voce: Claro!~sorri~.
Voces saem andando ate o carro e no caminho voces nem conversam. Voce estava tremendo e suando nervosa. Voces chegam a um parque e vão andar.
Luan: Ta linda!
Voce: Voce tambem!~sorri~.
Seu pensamento: Voce tambem? Como assim? Ta louca?
Voce balança a cabeça.
Luan: Ce ta bem?
Voce: To, to sim!~ri~.
Luan vai chegando a mão dele perto da sua e pega ela. Voce indireita a coluna e respira mais ofegante.
Voce: Desculpa!~se solta~Eu não consigo!
Luan: Que foi?
Voce: Nunca coloquei meu amor em jogo, nunca disse "sim"~faz aspas no ar~para o cara certo, nunca tive problemas em conseguir o que quero!
Luan: E...
Voce o interrompe: Mas quando se trata de você, nunca sou boa o bastante!
Luan: Claro que é (Seunome), eu nunca disse isso!
Voce: Não é voce, sou eu! Quando não me importo, posso manipulá-los como um boneco Ken! Nunca derramei uma gota de suor por outros caras.
Luan: É...voce quer me usar tambem?~ele para de andar~.
Voce: Quando você surge, eu fico paralisada, e toda vez que tento ser eu mesma dá tudo errado como um grito por socorro!
Luan sorri: Então voce gosta de mim?
Voce: Você me faz querer agir como uma garota, pintar minhas unhas e usar perfume para você! Me deixa tão nervosa que não consigo nem segurar sua mão!
Luan se aproxima de voce.
Luan: Deixa acontecer!
Voce: Estou armando minhas defesas porque não quero me apaixonar.
Luan: Porque?
Voce: Isso não é justo, a dor é mais confusa do que vale o amor!
Luan: Serio que acha isso?
Luan se afasta.
Voce: Me desculpa, mas se eu me deixar amar, acho que teria um ataque cardíaco!
Luan: Se voce quer assim!~ele sai andando~.
Voce o ve partindo e não faz nada, apenas fica olhando. Se passa algumas semanas e voce não tirava Luan da cabeça, sempre procurava uma noticia dele na internet pra se sentir proxima. Voce não ageuntou mais e decidiu procura-lo.
Ele abre a porta e sorri.
Luan: (Seunome)?
Voce: Precisamos conversar!
Luan: Deixa eu ver na minha agenda se posso!
Voce: Para Luan! Não sabe o quanto to nervosa.
Luan: Vai me deixar segurar sua mão?
Voce: Aff tchau!~vai sair mas ele te segura pelo braço e cola seu corpo no dele~.
Luan: Oque quer disser?
Voce: Que eu te amo!
Luan sorriu.
Luan: Agora que percebeu é?~ele se aproxima da sua boca~.
Voce: Vou ter um ataque cardiaco!
Luan ri.
Luan: Pensa no lado bom, vou estar aqui pra te ajudar!
Voce sorri: Esse é o lado bom?
Luan: Tambem, mas tem outro.
Voce: É, qual?
Luan: Esse!~ele te beija~.
Voce perde o ar e paralisa. Voces param o beijo.
Voce: Me abana!
Luan riu: Minha boba!
Voce: Oi?
Luan: Boba!
Voce: Não idiota, antes!
Luan: Minha?
Voce: Sua!
Luan: Seu?
Voce: Meu!
O beija.
FIM.

Chat postado em 10/11/2013 às 7:38am | 80 notas | (reblogue this!)
Página 1 de 4424 1 2 3 4 5 6 »